OUR LADY of FATIMA PARISH

 

588 Division Street,Kingston,ON, K7k 4B6 Telefone: 1 315 370 1356 ( sacerdote). www.fatimakingston.com

 

++++++++++++++++++++++++++

ANO A- 29 .03.2015 - Entrada em Jerusalem!

A Colecta do Domingo:

21 e 22 Março 2015: 972,00.   __________________________________________________

 

ANIV. de FALECIMENTO : 23 a 29 de Março de 2015 : 

 

 

.rezaremos por eles na Eucaristia das 10am, no dia 29 .03.2015                   

Sb – 5.30 pm= Todos os Romeiros Falecidos; Manuel Reverendo, p. Manuel Pinho , Esposa; Almas do Purgatorio.,p Generosa Oliveira   

 

††Domingo: 29. 03.2015 :

6 p m=Eucaristia ! Benção dos Ramos e Confissões

 

# Semana: 30 de Março a 05 de Abril de 2015

2f – 7 pm:  Eucaristia

3f – 7.30 pm:  Benção dos Santos Oleos na Catedral!

4f - 7pm:  Eucaristia e Via Sacra ! Reunião com os leitores

5f - 7 pm:  Ultima Ceia; Lava – pés. Dois irmãos de cada Comissão , Sto Cristo, Esp. Santo, Nossa Senhora de Fátima, Folclore ,Romeiros (1), S. Paio (1) e dois filhos de irmãos falecidos!

6f - 3 p m: Paixão do Senhor. Amigos de Senhor Santo Cristo com as opas. Peditório para a Terra de Jesus, Terra Santa !

 

Sábado 04 de Abril de 2015: Sábado Santo!

10 pm=Eucaristia da Ressurreição! Benção do Lume Novo; água Baptismal. ( irmãos de Quinta –feira Santa)

 

Domingo o5 de Abril de 2015

10 am – Páscoa. Benção das Coroas.Visita Pascal!

 

ANIV. de FALECIMENTO : 30 de Março a 05 de Abril de 2015 :

† 1983 Alcina Almeida;

† 1985 Maria José Sousa;

† 1987 Domingos G. Pereira;

† 1991 José António Jesus Ribeiro;

† 2001 Emidio Faria;

† 2001 Teofilo Amaral;

† 2013 Maria Alda de Arruda;

† 2013 Jordelina Mateus de Lima Duarte;

 

rezaremos por eles na Eucaristia das 10am, no dia 05.04.2015                 

Mensagem do papa para a Quaresma 2015:

 

Depois de nos dar uma reflexão para a Quaresma :

 

Globalização da indiferença.

 

Papa Francisco: onde não há misericórdia não há justiça

 

o Papa Francisco falou numa homilia quaresmal de três mulheres e de três juízes: uma mulher inocente, Susana, uma pecadora, a adúltera, e uma pobre viúva necessitada: “Todas as três, de acordo com alguns Padres da Igreja, são figuras alegóricas da Igreja: a Santa Igreja, a Igreja pecadora e a Igreja necessitada”. “Os três juízes são maus” e “corruptos”, observa o Papa: há o julgamento dos escribas e dos fariseus que levam a mulher adúltera a Jesus.

“Eles tinham dentro do coração a corrupção da rigidez”. Sentiam-se puros, porque observavam “rigorosamente a lei”. “A lei diz isso e se deve fazer isso”:

 “Mas esses não eram santos, eram corruptos, corruptos, porque a rigidez deste género só pode avançar numa vida dupla, e esses que condenavam essas mulheres, depois, iam procurá-las, em segredo, para se divertir um pouco’.

Os rígidos são – uso o adjectivo que Jesus lhes deu - hipócritas: eles têm vida dupla. Aqueles que julgam, pensamos na Igreja - todas as três mulheres são figuras alegóricas da Igreja - aqueles que julgam com rigidez a Igreja têm vida dupla.

Com a rigidez, nem mesmo se pode respirar”.

 

Ano Santo: ninguém é excluído da misericórdia de Deus

 

“Decidi convocar um Jubileu Extraordinário que tenha o seu centro na Misericórdia de Deus. Será um Ano Santo da Misericórdia. (…) Este Ano Santo iniciar-se-á na próxima solenidade da Imaculada Conceição e concluir-se-á a 20 de novembro de 2016.”

 

Foi com estas palavras que o Papa Francisco anunciou o Ano Santo da Misericórdia abrindo uma janela para a Reconciliação, para o encontro dos fiéis com Deus e para o reencontro com a Igreja daqueles que têm estado à margem ou, numa linguagem atualmente mais pontifícia: aqueles que têm estado nas periferias da Igreja.

 

 

 

Agenda Semana santa 2015

 

31 de Março – 7.30 pm - benção dos Santos Oleos na Catedral; renovação das Promessas Sacerdotais.

 

01 de Abril – 7 pm Eucaristia e Via – Sacra!

 

02. Abril - 7pm Lava-pés ( como nos anos anteriores dois homens representantes de cada Comissão). Os altares ficam sem toalhas e o Santissimo Sacramento ficará na Capela Pequena, até haver gente em adoração.

 

03.Abril – 3pm Paixão ( Amigos do Senhor Santo Cristo)

 

04.Abril – 10 pm-noite – Ressurreição, benção do Lume Novo exterior da Igreja, àgua baptismal. Com os irmãos da quinta –feira Santa .

 

05.Abril – Páscoa

10am – Benção das Coroas do Divino Espirito Santo, com a àgua baptismal.

 

Visita PASCAL

Fazer inscrições por favor , formula no fundo da Igreja ou na página: www.fatimakingston.com Responsável Sr. Domingos Macedo!

A visita pascal é antes de mais, levar o anuncio da ressurreição de Jesus Cristo. Cada Casa recebe a àgua baptismal e a benção de Jesus Cristo Ressuscitado! Isto pode e deve ser feito durante o tempo pascal!

CREDO

 

Creio em um só Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra de todas as coisas visíveis e invisíveis.

 

Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos; Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; gerado, não criado, consubstancial ao Pai.

 

Por ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos céus e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado.

Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras, e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim.

 

Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele falou pelos profetas.

 

Creio na Igreja, una, santa, católica e apóstolica. Professo um só batismo para a remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos e vida do mundo que há de vir. Amém.       

Sexta- feira Santa não haverá adoração do Santissimo Sacramento!

Festa de nossa Senhora de Fátima - Maio 08, 09, 10 - 2015

 

Com a presença do Senhor P. Rui Marto, pároco da Paróquia de Fátima, onde foram baptizados os pastorinhos.

 

Este ano inciamos o primeiro ano, duma caminhada para a celebração do centenário das aparições ( 2017 ).

 

Procissão

No dia 10 de Maio de 2015 , a procissão inicia –se pela primeira vez, na Catedral de Kingston.

 

Durante a manhã ( 8 am e 10.30 am ) haverá na Catedral Missa em Ingles, com a presença da imagem de Maria.

 

3 pm – inicio da Procissão para a nossa Igreja onde , 4pm, será celebrada Missa em portugues.

 

Haverá, 2 pm, um autocarro para levar as pessoas da nossa Igreja para a Catedral.

 

LEITURA I – Is 50,4-7 _ Leitura do Livro de Isaías

O Senhor deu-me a graça de falar como um discípulo, para que eu saiba dizer uma palavra de alento aos que andam abatidos. Todas as manhãs Ele desperta os meus ouvidos, para eu escutar, como escutam os discípulos. O Senhor Deus abriu-me os ouvidos e eu não resisti nem recuei um passo. Apresentei as costas àqueles que me batiam e a face aos que me arrancavam a barba; não desviei o meu rosto dos que me insultavam e cuspiam. Mas o Senhor Deus veio em meu auxílio, e, por isso, não fiquei envergonhado; tornei o meu rosto duro como pedra, e sei que não ficarei desiludido. Palavra do Senhor

 

SALMO RESPONSORIAL – Salmo 21 (22): Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?

1.Todos os que me vêem escarnecem de mim, /estendem os meus lábios e meneiam a cabeça: / «Confiou no Senhor, Ele que o livre, /Ele que o salve, se é meu amigo».

2. Matilhas de cães me rodearam, / cercou-me um bando de malfeitores. / Trespassaram as minhas mãos e os meus pés, /posso contar todos os meus ossos.

3. Repartiram entre si as minhas vestes /e deitaram sortes sobre a minha túnica. /Mas Vós, Senhor, não Vos afasteis de mim, /sois a minha força, apressai-Vos a socorrer-me.

 

LEITURA II – Filip 2,6-11: Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Filipenses

Cristo Jesus, que era de condição divina, não Se valeu da sua igualdade com Deus, mas aniquilou-Se a Si próprio. Assumindo a condição de servo, tornou-Se semelhante aos homens. Aparecendo como homem, humilhou-Se ainda mais, obedecendo até à morte e morte de cruz. Por isso Deus O exaltou e Lhe deu um nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus todos se ajoelhem no céu, na terra e nos abismos, e toda a língua proclame que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. Palavra do Senhor

ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO – Filip 2,8-9: Louvor e glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor.

 

Cristo obedeceu até à morte e morte de cruz. /Por isso Deus O exaltou e Lhe deu um nome que está acima de todos os nomes.

 

 

EVANGELHO – Mc 14,1 - 15,47: Narração da Paixão do Senhor Jesus Cristo


 

ANIVERSARIOS DE BATISMO:

@ Nesta Semana; de 30 de Março a 05 de Abril ; receberam o Batismo na nossa Igreja ( Our lady of Fatima ):

30. Noémia Sofia Araújo Medeiros; Renato Araújo Medeiros;

31. Nicole Carmelinda Silva;

02. Michael Barbosa de Carvalho; Krystal Furtado Sousa; Celina Luisa Bulhões Marques;

03. Christopher R. Melo; 05. Andrew Edward Noble;

 

Eucaristia Sunday: 10 am - 05 .04.2015

 

 

Leitores do próxima da Semana Santa de 2015

 

Reunião de leitores da Eucaristia, actuais e novos que desejem fazer este serviço na comunidade, na próxima quarta – feira 8 pm, depois da via –sacra.

__________________________________________________


 

Página da internet, da Igreja de Nossa Senhora de Fátima de Kingston:

www.fatimakingston.com

 

Apresentará as novidades da Paróquia:

Boletim

Comissões

Links etc.

 

Visite esta página e inscreva-se no link: contacte –nos, para receber as novidades da paroquia, comunicar opiniões, criticas, voluntariado de serviços, outros assuntos que achar oportunos.

FIRST READING (Isaiah 50:4-) A reading from the book of the prophet Isaiah

The servant of the said: “Lord God has given me the tongue of a teacher, that I may know how to sustain the weary with a word. Morning by morning he wakens— wakens my ear to listen as those who are taught. The Lord God has opened my ear, and I was not rebellious, I did not turn backward. I gave my back to those who struck me, and my cheeks to those who pulled out the beard; I did not hide my face from insult and spitting. “The Lord God helps me; therefore I have not been disgraced; therefore I have set my face like flint, and I know that I shall not be put to shame. —The word of the Lord. R. Thanks be to God.

 

RESPONSORIAL PSALM:My God, my God, why have you forsaken me?

1.All who see me mock at me;/ they make mouths at me, they shake their heads; /Commit your cause to the Lord; let him deliver, / let him rescue the one in whom he delights!”

2. For dogs are all around me; / a company of evildoers encircles me./ My hands and feet have shriveled; I can count all my bones. 3.They divide my clothes among themselves, and for my clothing they cast lots./ But you, O Lord,

do not be far away! / O my help, come quickly to my aid!

 

SECOND READING (Phil. 2:6-11) ;A reading from the first Letter of Saint Paul to the Philippians

Christ Jesus, though he was in the form of God, did not regard equality with God as something to be exploited, but emptied himself, taking the form of a slave, being born in human likeness. And being found in human form, he humbled himself and became obedient to the point of death— even death on a cross. Therefore God also highly exalted him and gave him the name that is above every name, so that at the name of Jesus every knee should bend, in heaven and on earth and under the earth, and every tongue should confess that Jesus Christ is Lord, to the glory of God the Father. —The word of the Lord. R. Thanks be to God.


 

 

GOSPEL ACCLAMATION : Praise to you, lord, king of eternal glory! Christ became obedient for us to death, even death on a Cross. Therefore god exalted him and gave him the name above all names.

 

GOSPEL (Mark 14:1 - 15:47)

 

APOSTLE'S CREED: I believe in God, the Father almighty, creator of heaven and earth, and in Jesus Christ, his only Son, our Lord, who was conceived by the Holy Spirit, born of the Virgin Mary, suffered under Pontius Pilate, was crucified, died, and was buried. He descended into hell; on the third day he rose again from the dead; He ascended into heaven, and is seated at the right hand of the Father almighty; from there He will come to judge the living and the dead. I believe in the Holy Spirit, the holy catholic Church, the communion of saints, the forgiveness of sins, the resurrection of the body, and life everlasting. Amen.

Visita Pascal : anuncio alegre da Ressurreição de Jesus Cristo!

Papa pede "humildade" e a recusa da "vaidade, do orgulho do êxito"

Papa Francisco falava na homilia da missa do Domingo de Ramos, que inicia a Semana Santa.

 

O papa disse hoje que "o estilo" dos cristãos deve ser o da humildade e não o da "vaidade, do orgulho e do êxito", durante a celebração do Domingo de Ramos, que assinala a entrada de Jesus em Jerusalém.

 

A humildade é um "estilo que nunca deixará de nos surpreender e de pôr-nos em crise", disse hoje, na homilia de celebração litúrgica da festividade que inicia a Semana Santa.

 

Em contraposição a esse "estilo" a que se referiu, o pontífice católico salientou o exemplo de "outra via, contrária ao caminho de Cristo: a mundanidade", que oferece "o caminho da vaidade, do orgulho e do êxito".

 

O papa recordou que esta outra via "o maligno também a propôs a Jesus durante quarenta dias no deserto".

"Mas Jesus recusou-a sem duvidar", sublinhou.

o Papa Francisco no Dia Mundial da Juventude - Os puros de coração


 

A 29 de março celebra-se o Dia Mundial da Juventude. Da mensagem do papa respigamos:

 

"Continuamos a nossa peregrinação espiritual para Cracóvia, onde em Julho de 2016 se realizará a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude.  Este ano reflectiremos sobre a sexta Bem-aventurança: «Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8).

 

A busca da felicidade, queridos jovens, é comum a todas as pessoas de todos os tempos e de todas as idades. Deus colocou no coração de cada homem e de cada mulher um desejo irreprimível de felicidade, de plenitude. Porventura não sentis que o vosso coração está inquieto buscando sem cessar um bem que possa saciar a sua sede de infinito?  

 

Em que consiste a felicidade que brota dum coração puro?

 

Os nossos corações podem apegar-se a tesouros verdadeiros ou falsos, podem encontrar um repouso autêntico ou então adormentar-se tornando-se preguiçosos e entorpecidos. O bem mais precioso que podemos ter na vida é a nossa relação com Deus. Estais convencidos disto? Estais cientes do valor inestimável que tendes aos olhos de Deus? Sabeis que Ele vos ama e acolhe, incondicionalmente, assim como sois?

 

O período da juventude é aquele em que desabrocha a grande riqueza afectiva contida nos vossos corações, o desejo profundo dum amor verdadeiro, belo e grande. Quanta força há nesta capacidade de amar e ser amados! Não permitais que este valor precioso seja falsificado, destruído ou deturpado. Isto acontece quando, nas nossas relações, comparece a manipulação do próximo para os nossos objectivos egoístas, por vezes como mero objecto de prazer. O coração fica ferido e triste depois destas experiências negativas. Peço-vos que não tenhais medo dum amor verdadeiro, aquele que nos ensina Jesus e que São Paulo descreve assim: «O amor é paciente, o amor é prestável, não é invejoso, não é arrogante nem orgulhoso, nada faz de inconveniente, não procura o seu próprio interesse, não se irrita nem guarda ressentimento. Não se alegra com a injustiça, mas rejubila com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais passará» (1 Cor 13, 4-8).
Ao mesmo tempo que vos convido a descobrir a beleza da vocação humana para o amor, exorto-vos a rebelar-vos contra a tendência generalizada de banalizar o amor, sobretudo quando se procura reduzi-lo apenas ao aspecto sexual, desvinculando-o assim das suas características essenciais de beleza, comunhão, fidelidade e responsabilidade.  Alguns de vós sentem ou hão-de sentir a chamada do Senhor para o matrimónio, para formar uma família.

 

Hoje, muitos pensam que esta vocação esteja «fora de moda», mas não é verdade! Precisamente por este motivo, a Comunidade eclesial inteira está a viver um período especial de reflexão sobre a vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo. Além disso, convido-vos a tomar em consideração a chamada à vida consagrada ou ao sacerdócio. Como é belo ver jovens que abraçam a vocação de se darem plenamente a Cristo e ao serviço da sua Igreja! Ponde-vos a pergunta a vós mesmos com ânimo puro e não tenhais medo daquilo que Deus vos pede! A partir do vosso «sim» à chamada do Senhor, tornar-vos-eis novas sementes de esperança na Igreja e na sociedade. Não esqueçais: a vontade de Deus é a nossa felicidade!"

DOMINGO DE RAMOS - INÍCIO DA SEMANA MAIOR

 

Estamos muito próximos da Páscoa. Antes, porém, os cristãos vão viver intensamente a Semana Santa ou Semana Maior. A próxima semana merece o maior respeito dos cristãos pois é o tempo central de todas as celebrações cristãs levadas a efeito nas nossas igrejas, durante o ano.


A morte e Ressurreição do Senhor são a maior razão da nossa fé.
Se Cristo não tivesse ressuscitado e prometido a ressurreição a quem vive e morre com Ele, a nossa fé não teria sentido e toda a vida religiosa seria vã e mentirosa e de nada nos aproveitaria.
Sendo assim tão importante, não se compreende que muitos cristãos simplesmente descurem as cerimónias mais importantes do ano, talvez porque as mini férias da Páscoa os faça esquecer, seja por causa de uma qualquer viagem, seja por causa do tempo primaveril a convidar para passar estes dias no Algarve ou na serra...
Conscientes da importância que a Páscoa tem para a sua vida, os cristãos desde sempre reservaram um tempo de preparação para a celebração do Mistério Pascal. Foi o tempo da Quaresma, período de 40 dias de preparação para "a maior das solenidades" - a Páscoa, pois actualiza o acontecimento culminante da História da Salvação.
Na Semana Maior que hoje tem início, os cristãos reúnem-se para celebrar com o tríduo pascal o mistério de Jesus Cristo que, por amor à humanidade, passa da morte à vida, a fim de que todos "tenham vida, e a tenham em abundância" (Jo 10, 10.
Na vitória sobre a morte, Jesus encontrou a melhor forma de afirmar a dimensão do seu amor: "Ninguém tem mais amor do que quem dá a vida pelos seus amigos" (Jo 15,13). Aliás, toda a vida de Cristo foi uma constante manifestação de amor, para com toda a humanidade em geral e para com cada um de nós em particular.

 

* Veio por amor: "Deus amou de tal modo o mundo, que lhe entregou o seu Filho Unigénito" (Jo 3,16);

 

* Viveu a amar: di-lo expressamente quando refere o mandamento novo: que nos amemos uns aos outros (Jo 13, 35);

 

* Teve inúmeros gestos de amor: aproximou-Se de todos os doentes, acolheu todas as crianças, esteve com os seus amigos e escolheu os seus discípulos;

 

* Ensinou a amar: transmitiu muitas recomendações, contou parábolas, deu regras de vida, sempre inspiradas no amor radical, dizendo mesmo "amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem" (Mt 5,44); e na Última Ceia, depois de lavar os pés aos discípulos, disse: "...dei-vos o exemplo para que, assim como Eu fiz, façais vós também" (Jo 13,15);

* Apontou o amor como a grande referência: ao contar a parábola do bom samaritano, repetiu por duas vezes como exigência "faz isso e viverás" (Lc 10,28);

 

* Deu a vida por amor: tornou-se igual aos homens, obediente até à morte e morte de cruz.

 

 

Na Semana Santa, contempla-se a Paixão de Jesus pela humanidade. Por ela deu a vida e, ao ressuscitar, convida os homens e as coisas a ressuscitarem com Ele (Rm 6).
Vejamos esta verdade: o mundo de hoje está marcado por uma cultura de morte. É urgente que os cristãos contraponham a cultura da vida. Cada um de nós é chamado a promover a vida:

 

1. Contra a morte económica e social, os cristãos são convidados à partilha, à ajuda dos mais pobres, à entreajuda fraterna;

 

2. Contra a morte ideológica e política, os cristãos são chamados ao respeito pela diversidade, ao debate aberto e franco e à intervenção corajosa e respeitosa, para o serviço da comunidade;

 

3. Contra a morte afectiva e familiar, os cristãos estão obrigados a quebrar as solidões, abrindo o coração aos mais velhos(quantas vezes esquecidos pelos próprios familiares), muitas vezes angustiados por viverem sós, sem terem uma visita e uma palavra amiga; não esquecendo, claro, os doentes, os sem-abrigo, e quantos estão marginalizados;

 

4. Contra a morte espiritual e religiosa, os cristãos têm de assumir a sua vocação de evangelizadores, pelo testemunho da sua fé, proclamando que Jesus é o Salvador e o único que nos pode trazer a paz interior e a ajuda para resolvermos os nossos problemas.

 

Esta cultura da vida que devemos ter, implica a preocupação com a promoção da ressurreição onde quer que a morte aconteça.

 

Se há muitas formas de morte, há outras tantas formas de ressurreição. E os cristãos são agentes e criadores da vida e, portanto, provocadores da ressurreição.
O grande objectivo pascal que devemos ter em conta, durante esta Semana que será mais Santa se cada um der um pouco da sua vida para que todos tenham "vida em abundância" (Jo 10,10), deverá ser este:
Já reparámos que a Páscoa acontece sempre na primavera? Não é por acaso.
Páscoa é sinal de renascer de novo, vencer as mortes, descobrir a vida. Portanto, na proximidade da festa da Ressurreição, como forma de preparar a Páscoa, cada um escolha a melhor maneira de a preparar, seja com um simples gesto ou uma palavra amiga, por exemplo:

 

* Dar um beijo a uma criança, a um(a) velhinho(a), a um doente que perdeu toda a esperança de vida;

* Dar uma palavra a quem já não tem ninguém com quem conversar um pouco;

* Dar um gesto de ternura a alguém que se sente abandonado por todos, excluído da sociedade;
* Dar um pouco de tempo a uma pessoa que se sente desesperada pela mais violenta solidão;
* Dar um emprego, ainda que simples, a quem foi despedido e tem uma família para sustentar;
* Dar uma ajuda para pagar uma renda da casa ou uma refeição melhor a alguém que se sente ameaçado na sua sobrevivência;
* Ou simplesmente dar atenção ao problema que o outro carrega aos ombros e que o traz preocupado.
Este DAR, no tempo da Páscoa, outra coisa não é do que provocar a Ressurreição, perante as muitas mortes que apanham e magoam as pessoas, no seu caminho.


E os cristãos são (devem ser) construtores da verdadeira Páscoa.
Que eu e tu sejamos capazes de celebrar intensamente esta Semana próxima e que seja para o nosso maior proveito espiritual.
Desejo a todos(as) os meus amigos(as) Festas Pascais muito Santas e Felizes.

 

Dr Antonio Pires

Caro amigo(a)

 

Apelamos à sua generosidade neste momento em que vamos entrar em obras, para que possamos dar a todos o máximo de  condições na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima

Clique em baixo para saber mais